Terça, 24 de Novembro de 2020
(71) 9 9967-9844
Política Bahia

Otto diz que Coronel estava 'de cabeça quente', mas volta a endossar crítica a Rui

Senador baiano questiona estratégia de vários candidatos disputando a eleição pela mesma base em governador

19/11/2020 11h34
Por: David Santos Fonte: Metro1
Otto diz que Coronel estava 'de cabeça quente', mas volta a endossar crítica a Rui

As críticas do senador Angelo Coronel (PSD) seguem repercutindo na base governista. Após o parlamentar criticar o governador Rui Costa (PT) pela estratégia eleitoral adotada nas eleições em Salvador neste ano, diversos políticos aliados do governo criticaram a fala, citando até a suposta "ingratidão" do ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia. Colega de bancada de Coronel, o também senador Otto Alencar (PSD) endossou as críticas, mas falou que o correligionário estava "de cabeça quente".

"Isso foi um desabafo de alguém que participou ativamente de uma eleição que não teve sucesso. Em um momento de cabeça quente, talvez tenha falado isso. Não conversei com Coronel sobre essa questão ainda. Vamos ter uma reunião ainda na próxima segunda-feira com o grupo todo do partido, diretório todo. Mas a avaliação é essa. Não posso dizer que isso aconteceu e que o governador se postou assim. O governo, através de alguns membros, como citei em Jaguaquara, desequilibrou a eleição", disse Otto, em entrevista a Mário Kertész hoje (19), no Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole. 

Otto voltou a falar sobre a escolha da major Denice Santiago para concorrer à prefeitura. Ele citou que a escolha de Rui, num primeiro momento, envolvia o atual presidente do Bahia, Guilherme Bellintani. "Coronel se refere aí à eleição em Salvador. Não há como não dizer que o governador não abraçou a candidatura da candidata do PT, Major Denice, contra as candidaturas de Isidório, Olívia e Bacelar. Desequilibra, claro. Não há como não reconhecer a força do governador na Bahia. Mas nem sempre você consegue passar todos os votos. É muito difícil para quem não é conhecido, não tem uma carreira política. No início ele queria o presidente do Bahia, Bellintani. Depois não deu, veio Major Denice. Não teve como passar isso e fez todo o esforço para que ela pudesse chegar ao segundo turno. Nós também fizemos, mas não conseguimos", comentou. 

Ainda segundo o senador, que também é presidente estadual do PSD, faltou uma articulação maior sobre um nome para fazer frente a Bruno Reis (DEM) na disputa pela capital baiana. "Desde que voltei a política, em 2010, ganhamos no primeiro turno no governo. Ganhamos em 2014 e 2018. Perdemos agora em Salvador por uma articulação que, na minha opinião, não foi uma articulação correta. Deveríamos ter preparado um candidato lá atrás, como fez a oposição aqui, que preparou Bruno Reis, que é candidato há um ano. Tínhamos que construir esse nome. Não se inventa em política. De uma hora para outra, você não pode trazer alguém de fora da política por carisma e dizer que, em três meses, vai encantar e vai ganhar. Sempre achei que tem que se preparar alguém", citou o parlamentar.

No entanto, Otto reforço que a decisão não partiu somente do governador Rui Costa. "Cheguei a citar nomes que poderiam enfrentar a eleição municipal em Salvador. Dei uma sugestão de público quando o então deputado federal Nelson Pelegrino foi assumir a Sedur e disse, com todas as palavras e clareza, que se encontrasse alguém que conhecesse a cidade, histórico e respaldo, além de um currículo condizente, para encarnar a posição, todos os partidos da base apoiariam. Mas o que aconteceu foi uma articulação e vários partidos apresentam um candidato. Não foi só da cabeça do governador Rui Costa, foi de outras pessoas também. No fim, terminamos aceitando e teve essa eleição que a articulação não deu certo", acrescentou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Salvador - BA
Atualizado às 08h31 - Fonte: Climatempo
28°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 28°

31° Sensação
15 km/h Vento
70% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (25/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Quinta (26/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva