Domingo, 29 de Novembro de 2020
(71) 9 9967-9844
Dólar comercial R$ 5,33 -0.18%
Euro R$ 6,37 +0.16%
Peso Argentino R$ 0,07 +0.35%
Bitcoin R$ 100.189,99 +4.124%
Bovespa 110.575,47 pontos +0.32%
Economia Deputado

BNB é patrimônio do Nordeste

A importância do BNB assusta porque a instituição é responsável por gerar e/ou manter 1,4 milhão de empregos e incremento de R$ 6 bilhões na arrecadação tributária.

02/05/2019 08h58 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Divulgação / Estado da Bahia
Divulgação / Estado da Bahia

É fundamental a todo gestor público, formulador de políticas que envolvem a vida de milhões de pessoas, conhecer o papel estratégico que alguns órgãos desempenham no desenvolvimento econômico do país, região ou estado. É simplesmente inadmissível propor a extinção de uma instituição fomentadora do desenvolvimento e colocar em risco a economia nordestina.

A proposta da equipe econômica do governo federal de fundir o BNB (Banco do Nordeste do Brasil) ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) é estapafúrdia porque as duas instituições têm funções diferentes e a junção vai, sem dúvida nenhuma, asfixiar a economia do Nordeste. Os números frios dos burocratas de Brasília muitas vezes colocam em risco empregos e vidas de milhões de brasileiros.

E não faltam motivos para defendermos o BNB, que é o operador do FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste) e tem como missão contribuir com a redução da desigualdade do Nordeste às outras regiões brasileiras. A instituição participa ativamente do fomento à agropecuária, agricultura, microcrédito aos micro e pequenos empresários e investimento estratégico na infraestrutura.

Já o BNDES não trabalha especificamente com o Nordeste e atua por setor de atividades: petróleo, gás e rodovias.

Aos 66 anos de vida, o BNB nunca apresentou sequer um resultado negativo, mesmo com sua função social. É o maior banco de desenvolvimento regional da América Latina, opera o maior programa de microcrédito produtivo orientado da América do Sul, administrou em 2018 orçamento de R$ 32 bilhões e é responsável pela produção de pesquisas e estudos econômicos voltados à dinamização da economia regional.

A importância do BNB assusta porque a instituição é responsável por gerar e/ou manter 1,4 milhão de empregos e incremento de R$ 6 bilhões na arrecadação tributária.

Some a estes números o maior patrimônio do BNB: seus funcionários. São 7.000 profissionais que atendem quatro milhões de clientes ativos em 1990 municípios, 1.262 na região semiárida, atendendo 26 milhões de habitantes, e conhecem como poucos a realidade nordestina. Apenas no ano passado foram quase cinco milhões de operações, movimentando R$ 43,5 bilhões na região.

Na Bahia, apenas em 2018, o BNB injetou R$ 8,1 bilhões, o que equivale a 20% de todo o orçamento anual do Estado. Não podemos abrir mão de um banco vital à economia nordestina. Pelo contrário, ele precisa ser fortalecido e ajudar cada vez mais a região.

Como, brasileiro, nordestino, baiano e represente do povo, estou junto na luta para que não se cometa este equívoco. Participei em Fortaleza, representando o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal, da implantação da Frente Parlamentar em Defesa do BNB.

Realizamos sessão especial dia 29 de abril na Assembleia Legislativa e propusemos a produção da Carta da Bahia em Defesa da Bahia, que será encaminhada ao Congresso Nacional e ao governo federal, e a criação da Frente Parlamentar em Defesa das Instituições do Nordeste, como SUDENE (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra a Seca), CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco) e BNB, fundamentais ao desenvolvimento regional.

Tenho certeza que a união multipartidária de governadores, deputados federais e estaduais, senadores, setor produtivo, trabalhadores e entidades será o grande trunfo que teremos para evitar que nossa região perca o BNB, patrimônio do Nordeste.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Eduardo Salles
Sobre Eduardo Salles
EDUARDO SEIXAS DE SALLES, Deputado, Agrônomo e militante de causas agropecuárias na Bahia.
Salvador - BA
Atualizado às 03h59 - Fonte: Climatempo
27°
Nuvens esparsas

Mín. 22° Máx. 28°

29° Sensação
19 km/h Vento
70% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (30/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol e Chuva
Terça (01/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 30°

Sol e Chuva