25°C 26°C
Salvador, BA
Publicidade

Doença celíaca x intolerância ao glúten: entenda as diferenças

A gastroenterologista do Itaigara Memorial, Flora Fortes, explica que a intolerância não causa reações tão graves como a doença celíaca

03/07/2024 às 00h56
Por: Redação
Compartilhe:

Presente em grande parte dos alimentos, como pães, massas, bolos, biscoitos e cervejas, o glúten é uma proteína encontrada no trigo, na cevada e no centeio que pode causar dor e mal-estar para algumas pessoas, entre outras complicações. No universo complexo das reações adversas ao glúten, existem três condições principais: doença celíaca, intolerância ao glúten (também conhecida como sensibilidade ao glúten não-celíaca) e alergia ao trigo. 

Continua após a publicidade

A gastroenterologista do Itaigara Memorial, Flora Fortes, explica que cada uma dessas condições de restrição ao glúten se manifesta de formas diferentes, por isso, os métodos de diagnóstico e estratégias de tratamento são diferentes em cada caso.  

Doença celíaca

A doença celíaca é uma doença autoimune, explica a especialista. “Ou seja, as próprias células de defesa imunológica agridem outros tecidos do organismo, causando um processo inflamatório. É uma condição crônica que afeta o intestino delgado, comprometendo a absorção de nutrientes, por isso, pode levar a muitas complicações, como anemia, desnutrição e osteoporose”. 

Continua após a publicidade

Segundo Flora, a doença, se não tratada, pode ser progressiva. A falta do diagnóstico precoce e do tratamento adequado pode levar a lesões na mucosa duodenal e em casos mais avançados, risco de câncer.

Intolerância ao glúten

Já a intolerância ao glúten provoca uma reação do organismo após o consumo de glúten, mas não há relação com anticorpos nem com resposta alérgica, explica a médica. De acordo com a gastroenterologista, a intolerância consiste em uma sensibilidade à proteína e não causa reações tão graves como a doença celíaca. “Os sintomas podem incluir gases, distensão abdominal, dores e diarreia, mas, na intolerância, não ocorre o dano intestinal associado à doença celíaca”.

A médica enfatiza que o grau de redução do glúten na dieta vai depender do nível de intolerância, o que é diferente da doença celíaca, em que a pessoa precisa evitar completamente o glúten e qualquer tipo de contaminação cruzada durante o preparo dos alimentos. “Geralmente, o indivíduo faz um acompanhamento regular com um profissional de saúde para receber orientações sobre uma dieta sem glúten equilibrada. Então, quem segue o tratamento indicado é possível conviver bem com a condição sem complicações”.

Alergia ao trigo

A alergia ao trigo é uma reação do sistema imunológico desencadeada pela ingestão de proteínas do trigo, incluindo, mas não limitado ao glúten. Segundo Flora, “é caracterizada por sintomas como erupções cutâneas, problemas gastrointestinais, respiratórios ou, em casos extremos, anafilaxia”.

Como saber se tenho intolerância a glúten, alergia ao trigo ou doença celíaca?

O diagnóstico é realizado por um gastroenterologista, especialista responsável pelo sistema digestivo, e é obtido por meio de exames de sangue, endoscopia e colonoscopia, com abordagens individualizadas de acordo com cada caso. “Com o diagnóstico correto e manejo adequado, é possível viver com saúde e sem prejuízos.” 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Saúde & Bem-estar
Sobre o blog/coluna
Tudo sobre saúde.
Ver notícias
Salvador, BA
26°
Tempo limpo

Mín. 25° Máx. 26°

27° Sensação
5.92km/h Vento
67% Umidade
40% (0.26mm) Chance de chuva
05h56 Nascer do sol
05h22 Pôr do sol
Ter 26° 24°
Qua 25° 23°
Qui 25° 24°
Sex 25° 24°
Sáb 25° 24°
Atualizado às 15h46
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,29%
Euro
R$ 5,93 +0,05%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,10%
Bitcoin
R$ 368,043,65 +10,71%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Publicidade
Publicidade