Sexta, 24 de Junho de 2022
27°

Nuvens esparsas

Salvador - BA

Esportes Futebol

Apresentado, Rafinha indica caminho para a melhora ofensiva do Vitória: "Trabalhar firmes"

Novo atacante do Vitória diz que pode jogar como camisa 10, mas que não gosta de atuar como falso 9: "Não é a minha"

17/05/2022 às 11h05
Por: Louise Santos Fonte: ge/ba
Compartilhe:
Foto: EC Vitória / Divulgação
Foto: EC Vitória / Divulgação

O atacante Rafinha foi apresentado nesta segunda-feira como novo reforço do Vitória para a sequência da temporada. O jogador de 29 anos chega para reforçar um setor que tem deixado a desejar e fala que o caminho para o Rubro-Negro fazer mais gols nos próximos jogos é o trabalho. "A gente está sofrendo um pouco ali, mas temos que trabalhar firmes para que a gente possa voltar a fazer gols", disse Rafinha, em sua apresentação. O discurso de Rafinha está alinhado ao do técnico Fabiano Soares. Na coletiva após a derrota para o Fortaleza, por 1 a 0, pela Copa do Brasil, o treinador falou que o Vitória tem evoluído: "Uma hora [a bola] vai começar a entrar". Em 18 jogos em 2022, o Vitória balançou as redes apenas 13 vezes. A média é de 0,72 gol por partida.

Em relação às suas características de jogo, Rafael Diniz Alves e Silva diz que é um meia-atacante. Pelo meio, atua como armador. No ataque, prefere os lados do campo.

- Sou um meia-atacante. Estou acostumado a jogar pelos lados e por dentro também. De falso 9, a gente já fez algumas vezes, mas não é a minha. Claro que, se o professor precisar de mim, vou fazer o melhor possível. A gente está preparado para o que precisar. [...] Mas vai depender do professor. Tenho que estar na melhor forma possível para poder ajudar.

Outros trechos da entrevista

 

Vestir a camisa do Vitória
- Para mim, é uma honra vestir a camisa do Vitória, que é um time muito grande. Nada melhor do que dar minha vida aqui, estar preparado. Para o que o professor precisar, a gente já está preparado para entrar em campo e dar o melhor. Ritmo a gente pega jogando. Quando ele precisar, a gente vai ajudar da melhor maneira possível.

Ataque pouco produtivo do Vitória
- Em relação a isso, de fazer poucos gols, desde o dia em que cheguei aqui, estamos trabalhando muito forte. Isso vai do coletivo, para a gente ajudar, desde não tomar gol, o pessoal lá de trás. E ajudar a gente a ter oportunidade de gols, com trabalho e dedicação todos os dias.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.