Segunda, 24 de Janeiro de 2022
27°

Pancada de chuva

Salvador - BA

Bahia Saúde

Central de Órgãos alerta para a importância das doações

Atualmente, na Bahia, o número de pacientes em fila de espera para transplante de fígado é de 26 pacientes, de rim 1.244, de córnea 943 e de coração 1

11/01/2022 às 16h27
Por: Lohan Santana Fonte: Sesab
Compartilhe:
© Reuters/Direitos Reservados
© Reuters/Direitos Reservados

Apesar do balanço positivo no número de doações e transplantes de órgãos, é preciso continuar aumentando o número de doadores e reduzindo a negativa familiar no estado. A afirmativa é da enfermeira América Carolina Sodré, coordenadora da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO), da Secretaria da Saúde do Estado. Segundo a enfermeira, a negativa familiar e o desconhecimento da sociedade sobre o processo de doação e transplante ainda são alguns dos principais obstáculos para o aumento no número de transplantes. “Por não conhecerem como se dá a doação, muitas famílias negam”, comenta América Carolina.

Atualmente, na Bahia, o número de pacientes em fila de espera para transplante de fígado é de 26 pacientes, de rim 1.244, de córnea 943 e de coração 1. No ano passado, no estado, foram realizados 485 transplantes de córnea, 43 de fígado, 264 de rim e 4 de pele.  No caso de transplante de medula, procedimento só realizado no Hospital Universitário Professor Edgard Santos e Martagão Gesteira, foram realizados 52.

Embora tenha sido registrada uma redução de 11% na taxa de negativa familiar em 2021 em comparação com o ano anterior, ainda é necessário que seja ampliado o número de doações, lembrando que uma doação pode salvar inúmeras vidas.

A coordenadora da CNCDO explica que qualquer pessoa que venha a óbito é um potencial doador, bastando avisar a família. “No momento certo a família será entrevistada e uma equipe de profissionais habilitados fará uma avaliação segura e criteriosa para validão da doação”, concluiu a enfermeira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.