Sábado, 22 de Janeiro de 2022
31°

Nuvens esparsas

Salvador - BA

Municípios Municípios

CPI da Saúde indicia prefeito de Cruz das Almas por homicídio, falsidade ideológica e improbidade

Além de Ednaldo Ribeiro (Republicanos), seu genro, o então secretário da pasta, Sandro Borges, são acusados pelos mesmos crimes

29/11/2021 às 10h53
Por: Lohan Santana
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Instagram/@ednaldoribeirooficial
Foto: Reprodução/Instagram/@ednaldoribeirooficial

A CPI da Saúde de Cruz das Almas indiciou o prefeito da cidade Ednaldo Ribeiro (Republicanos) e seu genro, o então secretário de Saúde da cidade, Sandro Borges, pelos crimes de falsidade ideológica, homicídio culposo, exercício irregular da profissão e improbidade administrativa. As informações são do jornal A Tarde.

Outras três pessoas da gestão também constam em relatório para serem indiciadas. Nenhuma delas se manifestou até então. O relatório final da CPI foi aprovado na sessão de sexta-feira (26) da Câmara de Vereadores. O documento foi enviado ao Ministério Público, para a Polícia Civil, ao Ministério Público Federal e para o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb).

A CPI foi aprovada pelos parlamentares após denúncias de moradores que teriam obtido imunização cruzada (doses de vacinas diferentes) e seus cartões de vacinação foram adulterados, tanto por rasura em assinaturas quanto por substituição por um novo cartão.

No decorrer das investigações, a morte de Ronaldo Teles, ocorrido no dia 5 de abril, entrou na pauta das investigações, após a família denunciar erro médico. O óbito foi atestado por uma médica que nunca tinha trabalhado no município, a doutora Alana Sena. Por sua vez, Alana prestou queixa contra a prefeitura de Cruz das Almas por ter contratado um funcionário que se passava por ela.

Segundo o presidente do colegiado, vereador Paulinho Policial (PSD), 25 testemunhas foram ouvidas em 21 sessões na Casa Legislativa e o trabalho de investigação foi realizado em 90 dias. Das 25 testemunhas, 18 eram sobre o óbito de Ronaldo Teles. Já as outras sete pessoas foram ouvidas nas investigações sobre os erros de imunização.

Cinco indiciados

Com 109 páginas, o relatório final aprovado pela comissão aponta para cinco indiciados, sendo o primeiro, o prefeito Ednaldo Ribeiro (Republicanos) por improbidade administrativa e crime de responsabilidade.

Já o segundo é o ex-secretário municipal de Saúde e genro do prefeito, Sandro Borges, por homicídio culposo. A terceira é ex-superintendente de Saúde e a atual secretária municipal de Saúde, Kaliane Ferreira, por homicídio culposo.

O quarto indiciado é o diretor médico de Cruz das Almas, Vitor Lúcio, por homicídio culposo. A quinta pessoa indiciada é a falsa médica que se passou pela médica Alana Sena e segue sem identificação até o momento, por exercício irregular da profissão, falsidade ideológica e homicídio culposo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cruz das Almas - BA
Sobre o município Notícias de Cruz das Almas - BA
Salvador - BA Atualizado às 14h39 - Fonte: ClimaTempo
31°
Nuvens esparsas

Mín. 24° Máx. 31°

Dom 30°C 24°C
Seg 30°C 24°C
Ter 29°C 24°C
Qua 29°C 23°C
Qui 30°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete