Quarta, 01 de Dezembro de 2021
28°

Poucas nuvens

Salvador - BA

Política Bahia

Oposição critica governo da Bahia por 23ª posição em índice de oportunidades da educação

Para o deputado estadual Sandro Régis (Democrata/ União Brasil), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o resultado reflete o abandono da educação feito pelos governos do PT no estado.

24/10/2021 às 04h02 Atualizada em 24/10/2021 às 04h07
Por: Redação
Compartilhe:
Oposição critica governo da Bahia por 23ª posição em índice de oportunidades da educação

A Bahia voltou a figurar entre as piores posições do Brasil na área da educação. De acordo com o Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (Ioeb), o estado aparece apenas na 23ª colocação no país, com nota 4,4, empatado com Roraima e à frente apenas de Pará (4,2), Maranhão (4,1) e Amapá (4,1). Entre os estados do Nordeste, a Bahia tem a segunda pior nota.

Para o deputado estadual Sandro Régis (Democrata/ União Brasil), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o resultado reflete o abandono da educação feito pelos governos do PT no estado. “Educação nunca foi prioridade para o PT. Ano após ano colocaram nosso estado nas últimas posições. É mais um dado vergonhoso. Só podemos lamentar por nossos jovens e crianças, abandonados pelo governo”, criticou.

O Ioeb indica as oportunidades educacionais oferecidas para o desenvolvimento de  crianças e jovens. O índice inclui tanto informações referentes à qualidade da oferta para alunos que frequentam as redes públicas e privadas como também informações referentes àquelas crianças e jovens que não frequentam a escola.

Régis recorda que a Bahia já ocupa as últimas posições no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que coloca o estado entre as piores taxas do ensino médio do país. Para ele, os péssimos números do estado são reflexo de uma soma de fatores.

“Falta investimentos em infraestrutura e em valorização dos professores. Vemos, principalmente no interior, escolas com péssimas condições, e a situação piorou com a pandemia. Muitas escolas não apresentam condições mínimas para receberem alunos no retorno das aulas. Falta também um trabalho em parceria com os municípios, de forma a pensar no desenvolvimento integral dos alunos, da educação infantil ao ensino médio e superior. O governo do PT falhou em todas as etapas”, reforçou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.