Quarta, 01 de Dezembro de 2021
28°

Nuvens esparsas

Salvador - BA

Política Política

Deputado Sandro Régis diz que estado vive “pandemia da covid-19 e da violência”

Desde 2010, a Bahia é líder em número de homicídios no país, com exceção do ano de 2018.

21/10/2021 às 21h18
Por: Lohan Santana
Compartilhe:
 Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas) afirmou nesta quarta-feira (20) que a Bahia vive, além da pandemia da Covid-19, uma pandemia da violência, diante do aumento dos casos nas últimas semanas. Na noite desta terça-feira (19), o ataque a tiros que deixou diversas pessoas mortas e feridas na Capelinha de São Caetano, em Salvador, voltou a chamar a atenção do estado.

“A Bahia vive, além da pandemia da Covid-19, a pandemia da violência. Contudo, enquanto o coronavírus tem sido controlado com o avanço da vacinação, a pandemia da violência está fora de controle”, disse Régis, em sua conta no Twitter.

“O governo do PT fracassou na segurança pública, e isso tem custado a vida de milhares de baianos ano após ano. Chacinas, tiroteios, homicídios, explosões de agências bancárias, roubos de carros e ônibus, assaltos na capital e no interior viraram rotina na vida dos baianos”, acrescentou.

Desde 2010, a Bahia é líder em número de homicídios no país, com exceção do ano de 2018. Nos últimos 15 anos de governos do PT no estado, a taxa de mortes violentas no estado dobrou, saindo de 22,3 casos por 100 mil habitantes em 2006 para 44,9 em 2019, conforme dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

“A situação, que já era delicada, tem se agravado sem que o governo apresente solução para essa escalada da violência. Isso precisa mudar. A Bahia precisa de um projeto para a segurança pública que foque em combater o crime e proteger os baianos”, finalizou o deputado. Com informações do Política Livre.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.